Historial

 

A Sociedade Portuguesa de Estudos de Doenças Neuromusculares (SPEDNM) foi fundada em 2001, a partir do Grupo de Estudos de Doenças Neuromusculares da Sociedade Portuguesa de Neurologia.


Ao longo dos anos foi-se afirmando no panorama português das Doenças Neuromusculares, agregando um número crescente de técnicos de saúde interessados nestas patologias (tanto aqueles que trabalham em consultas e laboratórios dirigidos especificamente a estes doentes como aqueles que pertencem a serviços mais generalistas), investigadores,
doentes e familiares.


Nos 20 anos de existência organizou regularmente, com periodicidade bianual, reuniões abertas aos sócios e outros interessados, para discussão de casos cínicos e atualização científica e cursos de formação pós-graduada, destinados prioritariamente a médicos internos de especialidade.


A realização do Congresso Português de Doenças Neuromusculares, em diversas localidades do nosso país, para aprofundamento e divulgação científica, com a presença de convidados estrangeiros especialistas nas mais diversas temáticas, constituiu sempre um momento alto da vida da Sociedade. A atribuição de dois prémios para as melhores comunicações orais ou em cartaz realçou a importância formativa desta realização.

A Sociedade Portuguesa de Estudos de Doenças Neuromusculares (SPEDNM) reconhecendo as vantagens do contacto com realidades e metodologias de trabalho diferenciadas na formação dos profissionais de saúde e a necessidade de frequência de ações de formação e de estágios opcionais para a diferenciação em subespecialidades de determinada área médica em centros especializados nacionais e estrangeiros, a SPEDNM criou a partir de 2022 bolsas de apoio à formação contínua na área das Doenças Neuromusculares. Todos os associados SPEDNM poderão candidatar-se a estas bolsas de acordo com o Regulamento